sábado, 30 de abril de 2011

Amo escrever


O que posso fazer se amo escrever.
E algo muito forte, que toma conta do meu ser.
Vem uma louca vontade,
acompanhada por uma intensa necessidade,
em colocar para fora sentimentos
cheios de emoções, que brotam
espontaneamente do coração.
E assim vou vivendo,
aprendendo e cada vez mais escrevendo.
Confesso no entanto, que não é tão somente
uma questão de momento esse puro sentimento.
Ele realmente existe e é presença
constante em minha vida.
Portanto, continuarei sempre a escrever,
mesmo que ninguém possa ler.
Porque o mais importante para mim
é poder transportar para uma folha de papel
sentimentos que florescem
de dentro do meu ser.
(Gorettec)

Nenhum comentário:

Postar um comentário