quarta-feira, 18 de maio de 2011

Infinita beleza


Fecho os olhos...
Te vejo passar...
De repente,
chamas por mim.
Vou ao teu encontro.
Quero saciar,
os teus e meus desejos...
Entrego-me espontaneamente,
sem medo!
Deixo-me levar pelas tuas mãos.
Sentindo teu toque em carícias.
Flutuo ao contato do teu corpo
junto ao meu.
Neste momento saciamos
nossos desejos.
Que finalmente culminam,
num prazer de infinita beleza.
(Gorettec)

Nenhum comentário:

Postar um comentário